O Grupo de Pesquisa Gênero, Família e Geração nas Políticas Públicas Sociais da Universidade Estadual do Ceará (UECE) e o Conselho Cearense dos Direitos da Mulher lançaram, em 23 de junho último, o primeiro Observatório de Violência Contra a Mulher (Observem), que tem o IEPRO como gestor administrativo e financeiro.

O evento de lançamento aconteceu no Auditório Paulo Petrola, no Campus do Itaperi, sendo presidido pelo reitor da UECE, professor Assis Araripe.O Observem é um espaço de monitoramento das condições de vida da mulher cearense e da violência que se abate sobre elas. Trata-se de uma experiência de acompanhamento das políticas públicas e sociais, desenvolvidas local e nacional-mente, principalmente no tocante à efetivação da Lei Maria da Penha e de todas as formas de discriminação contra as mulheres.

Em geral, busca reforçar as redes de intervenientes na área da violência contra as mulheres; analisar criticamente os avanços e recuos das políticas locais, regionais, nacionais; e promover campanhas que defendam tolerância zero face à violência contra as mulheres.Voltados para debates críticos sobre a violência contra a mulher, subsidiando os movimentos de mulheres e os agentes públicos no seu enfrentamento, participam do Observatório professores, estudantes, técnicos da UECE e de outras instituições.

O Observem dispõe de textos, pesquisas, notícias, artigos, livros, monografias e dissertações sobre violência contra a Mulher no Ceará e nos demais estados do Brasil. Dispõe, também, de uma página na Internet com um banco de dados que irá fornecer online, o quadro geral da violência no Ceará.

(www.observem.com)