Desconstruindo Amélias“. Esse foi o tema da palestra realizada na tarde da última quinta-feira (1º), no Instituto de Estudos, Pesquisas e Projetos da Universidade Estadual do Ceará – Iepro. A jornalista Ingrid Azevedo foi quem ministrou o momento, que contou com a participação de todos os colaboradores do Instituto.

A palestra destacou o feminismo na perspectiva da dupla jornada de trabalho da mulher do século XXI, e a importância de promover de forma sadia diálogos em torno da questão da pressão sobre a figura feminina no atual contexto social, além de outros fatores que impulsionam a necessidade do debate em relação à igualdade de gênero em vários campos, dentre eles, o ambiente profissional. “As empresas estão cada vez mais atentas ao momento que vivemos, e levar informação aos colaboradores sobre a participação ativa de mulheres no âmbito profissional é essencial, mas, antes de qualquer coisa, é necessário falar sobre a saúde da mulher ao ocupar espaços públicos e privados”, ressalta Ingrid.

Trazer à luz do debate o feminismo está muito além da oportunidade do diálogo. É preciso agir. Pensando nisso, a Organização das Nações Unidas – ONU aprovou, em setembro de 2015, o plano de ação “Transformando nosso mundo: a agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável”, que apresenta 17 objetivos globais a serem cumpridos até 2030, dentre eles, a igualdade de gênero (nº 5), fato reforçado durante a palestra, que culminou no encerramento da Campanha Outubro Rosa. 

Conheça, na íntegra, o plano de ação “Transformando nosso mundo: a agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável” aqui